Matou mulher grávida - Itabirano é condenado a 18 anos de prisão por homicídio triplamente qualificado - Itabira Online
segunda-feira, fevereiro 26

Matou mulher grávida – Itabirano é condenado a 18 anos de prisão por homicídio triplamente qualificado

Pinterest LinkedIn Tumblr +

O Itabirano Sílvio Almeida da Silva de 42 anos, nesta quarta-feira, 07 de fevereiro de 2024, foi condenado por homicídio triplamente qualificado a 18 anos de prisão em Ipatinga, por ter matado sua ex-namorada, Joyce Luiza Silva de Araújo, de 22 anos na ocasião ela estava grávida.

Segundo informações, Joyce Araújo foi morta no dia de seu aniversário, o acusado foi condenado, após o júri reconhecer a aplicabilidade de três agravantes no caso: o primeiro porque a vítima não teve a chance de defesa, a motivação reprovável do crime e a natureza de feminicídio. Essa sentença, proferida pelo juiz de Direito, Rodrigo Braga Ramos, no entanto, ficou aquém das expectativas da acusação, que prontamente manifestou sua intenção de apelar da decisão.

Após sentença, o condenado foi levado ao Centro de Remanejamento do Sistema Prisional em Ipatinga (Ceresp).

Entenda o caso, em 4 maio de 2023 Joyce foi brutalmente assassinada. Segundo as testemunhas, o crime foi cometido por Sílvio Almeida, ex-companheiro da vítima e suposto pai do bebê. Relatos indicam que o relacionamento entre Joyce e Sílvio havia terminado antes do crime, que ela havia decidido encerrar o relacionamento, mas por sua vez, tinha diversos bens que foram registrados em nome da vítima.

O julgamento se estendeu até o período da noite, foi revelado detalhes sórdidos do crime que culminou na morte de Joyce Araujo e de seu bebê.

O crime

A jovem estava grávida, o casal teve um relacionamento por alguns anos, mas teriam terminado. A jovem foi encontrada pela Polícia Militar em uma calçada, caída de barriga para baixo, aparentemente já sem vida.

Uma testemunha afirmou aos militares, que o ex-namorado de Joyce, um homem de 42 anos, desceu de um veículo Ford Ka, estacionado nas proximidades, e aminhou em direção a Joyce. Ele teria dito: “Eu disse que te mataria” e em seguida efetuou disparos que atingiram a vítima na cabeça. Logo em seguida ele retornou ao carro e fugiu pela rua Tucanuçu, sentido Centro, não sendo mais visto.

Após alguns dias, Sílvio Almeida foi localizado e preso em Piúma, no Estado do Espírito Santo. Segundo informações, em uma ação da Polícia Militar no Vale do Aço e outros órgãos de execução penal, foi descoberto onde o acusado estava.

Um mandado de prisão foi expedido, às autoridades policiais em Piúma foram
informadas e efetuaram sua prisão.

Share.

Comments are closed.

  • E-mail: itabiraonlinemg@gmail.com
    Redação Itabira-Online: (31) 98794-2394
© 2020 Itabiraonline - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Marcos Tulio