Após discussão, pai mata Filho a tiros em Ferros - Itabira Online
segunda-feira, fevereiro 26

Após discussão, pai mata Filho a tiros em Ferros

Pinterest LinkedIn Tumblr +

Na última quinta-feira, 1° de fevereiro de 2024, por volta de 20h50min, a Central de Operações da Polícia Militar (COPOM), recebeu uma informação, que um homem tinha acabado de matar seu filho Cleyton Junior Nascimento Silva, 36 anos, a tiros em um bar e lanchonete às margens da rodovia MGC-120 no km 360 na localidade próxima de Jambreiro com Barraca em Ferros.

De imediato, Militares deslocaram ao local do crime, deparando com o corpo caído ao chão já sem vida, vizinhos contaram que apenas ouviram os disparos, ao saírem para verificar depararam com a vítima caída e que seu pai foi quem atirou por quatro vezes, em seguida fugiu do local. Uma testemunha contou aos Militares que o estabelecimento comercial pertence ao autor dos disparos, que a vítima estava jantando e ambos entraram em discussão, em seguida a vítima saiu e passou a jogar pedras dentro da lanchonete, que o pai de Cleyton Silva saiu correndo atrás dele, em seguida nos fundos do comércio ouviu os disparos foi até lá e viu a vítima caída ao chão, não sabendo informar o paradeiro do autor.

Militares em conversa com a esposa do autor de 58 anos, esta contou que ambos vinham a cerca de aproximadamente uns 10 anos em atritos, com discussões constantes, que a vítima era usuário de drogas e que ameaçava seu marido sempre.

Foi levantado que o autor e sua esposa estavam dormindo sempre em um cômodo do comércio devido a dependência química do filho, que os obrigavam a sair da própria casa. Que eles começaram as discussões desde a manhã desta quinta-feira.

Militares fizeram uma consulta da vítima e constataram várias ocorrências de lesão corporal, ameaças e difamação. A perícia da Polícia Civil compareceu na cena do crime onde realizou os trabalhos técnicos criminais, constatando que a vítima foi atingida por três disparos de arma de fogo pelo corpo, ao término liberou o corpo para a funerária de plantão que fez sua remoção ao Instituto Médico Legal (IML) do cemitério da Paz.

Militares encontraram câmeras de monitoramento do estabelecimento comercial, mas estas estavam sem o DVD de gravação, foram realizadas diligências e rastreamentos na região, mas o autor não foi localizado, o caso vai ser investigado pela Polícia Civil.

Share.

Comments are closed.

  • E-mail: itabiraonlinemg@gmail.com
    Redação Itabira-Online: (31) 98794-2394
© 2020 Itabiraonline - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Marcos Tulio