Morador de Itabira que vive a 50 metros de barragem da Vale diz: 'Eu não desejo a minha casa para ninguém' - Itabira Online
sexta-feira, dezembro 8

Morador de Itabira que vive a 50 metros de barragem da Vale diz: ‘Eu não desejo a minha casa para ninguém’

Pinterest LinkedIn Tumblr +

João Batista Carlos, de 64 anos, trabalhou na Vale entre 1973 e 1997. Após se aposentar, ele comprou um terreno no bairro Bela Vista, em Itabira, onde construiu sua casa. São 720 m² de área, com quintal e muita fruta no pé. “Eu me sinto desconfortável morando aqui. Não desejo essa casa para ninguém”, disse João.

Cinquenta metros de distância separam a cerca do imóvel da base de contenção da Barragem Dique Cordão Nova Vista. Bem ao lado fica a Barragem Dique Minervino. Elas fazem parte do Sistema Pontal da Mina do Cauê, da Vale, que se exauriu na década de 1990. Ambas foram proibidas na última sexta-feira (15) pela Justiça de receberem rejeitos.

Mineração da Vale em Itabira. — Foto: Thais Pimentel/G1

João Batista vem sofrendo com os alteamentos da barragem há anos. Ele mora no bairro Bela Vista há 21 anos. “Quando eu comprei, não se via a barragem da minha casa. Depois do último alteamento, em 2010, ela está aqui. Bem em frente”, disse ele.

Moradores estão apreensivos com proximidade de barragem da Vale — Foto: Lucas Henrique de Morais/Arquivo Pessoal

De acordo com a Associação de Moradores do Bairro Bela Vista, a apreensão é constante. “A Vale e a Defesa Civil dizem para a gente que não há risco. Mas as pessoas ficam tensas, né? E todo mundo está perdendo com a desvalorização dos imóveis. Tem a questão do emprego também. Muita gente aqui trabalha na Vale. Até quando?”, disse a presidente da entidade, Maria Aparecida Oliveira.

De acordo com a prefeitura, 2.345 visitas domiciliares foram realizadas nestes locais pela Vale e Defesa Civil desde o dia 27 de fevereiro, pouco mais de um mês depois da tragédia em Brumadinho. A medida faz parte do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração.

Placa faz parte de plano de emergência que está sendo implementado pela Vale em Itabira — Foto: Lucas Henrique de Morais/Arquivo Pessoal

De acordo com a mineradora, 93 placas de sinalização de rotas de fuga e de pontos de encontro estão sendo instaladas, A previsão é que o plano seja concluído até abril. Testes de sirene e simulados de emergência com a população devem ser feito ainda este ano.

Share.

Leave A Reply

  • E-mail: itabiraonlinemg@gmail.com
    Redação Itabira-Online: (31) 98794-2394
© 2020 Itabiraonline - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Marcos Tulio

Use os botões das redes sociais para compartilhar esta matéria. Visite mais em www.itabiraonline.com.br