Candidata do Partido de Bolsonaro diz que assessor de ministro lhe pediu ‘cheques em branco’ - Itabira Online
quarta-feira, fevereiro 28

Candidata do Partido de Bolsonaro diz que assessor de ministro lhe pediu ‘cheques em branco’

Pinterest LinkedIn Tumblr +

A candidata do PSL de Minas Gerais ao cargo de deputada federal nas eleições do ano passado, Adriana Moreira Borges afirma que um assessor do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio , condicionou um repasse de R$ 100 mil do fundo partidário do PSL para sua campanha à devolução de R$ 90 mil ao partido.

Ela contou que a garantia de retorno dos valores deveria ser dada por meio de nove cheques com valores em branco, assinados por ela. Segundo a candidata, as condições para o repasse foram informadas a ela por Roberto Silva Soares, mais conhecido como Robertinho Soares, ex-assessor do gabinete de Álvaro Antônio na Câmara dos Deputados e atual primeiro-secretário do diretório do PSL em Minas.

Adriana contou que Soares a chamou no fim de agosto do ano passado para ir ao hotel onde ficava hospedado, na região Central de Belo Horizonte, para tratar da possibilidade de ela ser nomeada presidente do PSL Mulher na capital mineira, posto que daria visibilidade à sua candidatura. No local, ela diz ter sido informada que tudo estava certo para que o pleito fosse atendido. Mas, para receber recursos públicos de campanha, o caminho a ser percorrido seria outro.

Adriana afirma que não aceitou as condições para o repasse e, por isso, recebeu do partido apenas R$ 4 mil, pagos em duas parcelas de R$ 2 mil. Diz ter ficado “chocada” ao ouvir a proposta.

Share.

Leave A Reply

  • E-mail: itabiraonlinemg@gmail.com
    Redação Itabira-Online: (31) 98794-2394
© 2020 Itabiraonline - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Marcos Tulio