Mudança de classificação em barragem de Araxá deixa cidade em alerta - Itabira Online
quinta-feira, abril 18

Mudança de classificação em barragem de Araxá deixa cidade em alerta

Pinterest LinkedIn Tumblr +

A Mosaic Fertilizantes divulgou na noite de sexta-feira (22) que declarou situação de emergência na barragem de rejeitos B1/B4 do Complexo Mineroquímico de Araxá, no Alto Paranaíba.

Após uma auditoria realizada nesta sexta por uma empresa especializada externa, o resultado do estudo técnico levou a consultoria a não emitir a Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) relativa à barragem.

A situação de emergência foi classificada como nível 1 e o Plano de Ação Emergencial para Barragens de Mineração (PAEBM) foi acionado. Em nota, a Mosaic Fertilizantes informou que a barragem, não está recebendo rejeitos da produção de concentrado fosfático neste momento.

As operações na B1/B4 foram paralisadas até que ocorra nova avaliação. A empresa afirmou que todas as medidas necessárias estão sendo tomadas para elevar a unidade aos novos padrões de segurança definidos pela Agência Nacional de Mineração (ANM). Segundo a mineradora, representantes da ANM estiveram presentes na avaliação.

O Corpo de Bombeiros também se manifestou sobre a análise. Conforme o órgão, a barragem B1/B4 tem capacidade de 25.000.000 de m³ de rejeitos, altura máxima de 57 m e material (rejeito – lama da produção de fosfato).

A mineradora informou aos bombeiros que se trata de um produto sem contaminantes, inerte. A empresa disse ainda que providenciou duas caminhonetes com sirenes móveis para serem utilizadas em caso de necessidade.

Classificação

De acordo com uma portaria publicada em 17 de maio de 2017 pela Agência Nacional de Mineração (ANM), sobre a segurança de barragens, a classificação nível 1 detecta uma anomalia que resulta em uma situação com potencial comprometimento de segurança da estrutura.

Moradores

Em nota, a mineradora informou não existir moradias na área que poderia ser impactada em um cenário de emergência. Que a unidade está localizada do lado oposto à Estância Hídrica do Barreiro e que o núcleo urbano do município também não seria afetado em caso de qualquer incidente.

Desde a tragédia que assolou a cidade de Brumadinho em janeiro deste ano, o alerta se acendeu para evitar que novos rompimentos destruam vidas em áreas onde as barragens se encontram. Em menos de duas semanas, o risco de rompimento levou quase mil pessoas a deixarem suas casas para se protegerem de uma eventual ocorrência desse tipo.

Share.

Comments are closed.

  • E-mail: itabiraonlinemg@gmail.com
    Redação Itabira-Online: (31) 98794-2394
© 2020 Itabiraonline - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Marcos Tulio